Do Big Bang ao Universo Eterno

Nas últimas décadas do século XX, os cientistas produziram uma descrição da história do Universo segundo a qual teria havido, há poucos bilhões de anos, uma grande explosão, dando origem a tudo o que existe. Talvez pela simplicidade, esse modelo conhecido como big bang assumiu o papel de verdade científica, ganhou as páginas dos jornais e revistas, povoou os livros didáticos e as telas de televisão.

Apesar de sua popularidade, a explicação apresentava um enorme obstáculo: tornava impossível qualquer investigação anterior àquele momento singular de condensação máxima – e, portanto, qualquer tentativa de ir além dele.

No presente livro, o cosmólogo brasileiro Mário Novello explica por que o big bang foi considerado uma boa descrição científica do começo do Universo, tornando-se uma espécie de mito da criação. O autor introduz o leitor não especialista a questão de saber se o Universo teve um começo em um tempo finito ou se ele é eterno. Novello expõe, com sua habitual perícia, quais são os fundamentos do cenário do Universo eterno.

Do livro constam um glossário , comentários do autor sobre os temas abordados e uma sinopse cronológica da cosmologia.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.